Desvendando o bambucomo material de design sustentável

As propriedades do bambu tornam-no numa espécie de modelo do caráter humano, como expressa o provérbio japonês apresentado em baixo. Também é um pouco paradoxal. Embora a força seja importante, a capacidade de adaptação é mais valiosa. E, surpreendentemente, é verdade que a madeira de uma cana de bambu flexível é mais forte do que a madeira de um carvalho rígido.

“O bambu que se curva é mais forte do que o carvalho que resiste”. 

Desvendando o bambucomo material de design sustentável.

“O bambu que se curva é mais forte do que o carvalho que resiste”.

As propriedades do bambu tornam-no numa espécie de modelo do caráter humano, como expressa o provérbio japonês apresentado em baixo. Também é um pouco paradoxal. Embora a força seja importante, a capacidade de adaptação é mais valiosa. E, surpreendentemente, é verdade que a madeira de uma cana de bambu flexível é mais forte do que a madeira de um carvalho rígido.

Porquê bicicletas de bambu?

O bambu tem ganho uma importância acrescida quando o assunto são produtos sustentáveis. Queremos viver em harmonia com a natureza. É instintivo. E quando vemos um quadro de uma bicicleta de bambu, percebemos imediatamente que estamos a combinar a tecnologia e a natureza.

Recurso renovável, sustentável e de rápido crescimento

O bambu é naturalmente renovável e é a planta com o mais rápido crescimento do mundo (algumas espécies podem crescer 88 cm em 24 horas). E o bambu continua a crescer mesmo depois de colhido, sem ser necessário replantar.

Leve e forte

O bambu é muito leve mas oferece uma resistência maior do que o aço (28.000 newtons por polegada quadrada, comparado com os 23.000 do aço). Este material não se estilhaça como a fibra de carbono, nem amolga como o alumínio. E o segredo está na estrutura e na qualidade das suas fibras.

Purifica o ar

O bambu permite-nos desfrutar de ar mais saudável e limpo, já que esta planta produz até 35% mais oxigénio do que outras árvores e absorve dióxido de carbono (CO2).

Absorve o impacto

O bambu absorve vibrações e choques como solavancos na estrada, tornando-o confortável para viagens longas. E não te preocupes, o bambu resiste ao uso diário e às quedas, devido à sua resistência e à absorção do choque.

Bamboo FAQ’s

Tens curiosidade em saber mais sobre o bambu e as nossas bicicletas? Partilhamos aqui algumas respostas às perguntas mais frequentes. Se não conseguires esclarecer as tuas dúvidas aqui, deixa-nos uma mensagem.

Ao contrário dos produtos convencionais que têm ganho notoriedade por prejudicarem o nosso planeta, o bambu oferece características naturais aos produtos que promovem a sua durabilidade. Além disso, o bambu absorve dióxido de carbono (CO2) e liberta 35% mais oxigénio do que outras árvores na atmosfera. Comparando os materiais típicos usados na construção de bicicletas, o bambu é tão leve quanto o alumínio, tão rígido como o aço e é a alternativa mais sustentável.

Atualmente, existem mais de 1645 espécies diferentes de bambu. Algumas espécies adaptam-se a climas mais frios. Normalmente, quando pensamos em bambu, associamo-lo apenas ao continente asiático. No entanto, pode ser encontrado na América Latina, em algumas regiões do sul dos EUA e em África, favorecido pela elevada humidade. O cultivo de bambu na Europa também está a tornar-se uma realidade.

Esqueça o aço (mais pesado), o alumínio (mais fraco) ou a fibra de carbono (mais cara e pouco  ecológica). Quando se trata de construir um quadro de bicicleta, nada supera o bambu. Este material é orgânico e sustentável, forte e leve, rígido porém flexível e absorve as vibrações sem a necessidade de suspensão.

 

São necessárias apenas algumas hastes de bambu para construir um quadro de bicicleta. Ao contrário do aço, alumínio, titânio e fibra de carbono, as armações de bambu praticamente não deixam pegadas de carbono durante a sua construção. O único defeito notável é o uso da resina epóxi para reforçar as juntas.

 

A aceleração e a eficiência do bambu e do carbono são muito semelhantes – alguns ciclistas não notam diferença nesta categoria. O bambu permite subir muito rapidamente, acelerar e correr como as melhores bicicletas de carbono. No entanto, o seu amortecimento adicional (devido à estrutura do bambu) e rigidez progressiva combinam-se para criar uma bicicleta mais flexível e confortável, sem perder velocidade e desempenho.

Com a tecnologia atual, ainda é impossível criar uma bicicleta feita 100% de bambu. Algumas peças como a corrente, os travões, os pneus e alguns componentes específicos desempenham um papel essencial na bicicleta, mas precisam de materiais diferentes com funções distintas que o bambu não consegue oferecer.

As bicicletas de bambu foram patenteadas pela primeira vez em Inglaterra pela Bamboo Cycle Company e apresentadas ao público a 26 de abril de 1894. Em 1895, foi solicitada uma patente dos EUA por August Oberg e Andrew Gustafson e concedida em 1896. No entanto, com o desenvolvimento de metais mais resistentes, como aço e o alumínio, o uso em massa de bambu para construir bicicletas nunca aconteceu.

 

Embora as bicicletas sejam um elemento básico de transporte, tanto nas áreas rurais como nas urbanas, as bicicletas de bambu não são tão utilizadas atualmente. No entanto, com a consciencialização para uma mobilidade sustentável, o bambu está a ser utilizado novamente, principalmente para a criação de bicicletas de turismo exclusivas e premium.

Nunca saberás onde vais encontrar pandas do kung fu. Portanto, fica atento  : D

Conhece as nossas bicicletas de bambu